domingo, 14 de fevereiro de 2010

Os Teus Desejos


OS TEUS DESEJOS

É o equilíbrio do teu corpo
A beleza da tua suavidade
Os teus desejos,
A inocência da tua maldade
Que me despertam.

Tu és o símbolo do efémero
Que eu desejo guardar.

Tu és o mármore esculpido
Que mesmo depois de possuído
Continua fresco e deslizante.

Tu és a mulher peregrina
Que estando escrita na minha sina
És primavera, outono e amante

JOÃO PEDRO

Sem comentários: