terça-feira, 9 de dezembro de 2008

SONHANDO ACORDADO


Sonhando acordado


Conheci-o,
Era lindo,
Era macio
Estava curtindo.


Curtindi, não de curtir
Mas de viver a vida.
Sabia que ela ia vir.
Ela? Ela quem?


Sombra que parou
Sobre nossas cabeças
Sombra que o escondeu
Sombra que o matou


Fiquei ali a olhar
Sem saber o que fazer
Talvez devesse cantar
Ou gritar para o voltar a ver


A minha boca calei
Fiquei ali parado
Só então reparei
Que estava sonhando acordado.


JOÃO PEDRO

Sem comentários: