terça-feira, 9 de dezembro de 2008

NOVO OLHAR




Já desponta no horizonte


um olhar da mesma alma


que se veste de cloridas esperanças.


Que com o coração sorrindo de Amor


segue a trilha da linha infinita do tempo.


Alma que na curva do caminho


deixa cair uma lágrima de SAUDADE




JOÃO PEDRO

Sem comentários: