segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

NEM CONTIGO NEM SEM TI


Nem contigo nem sem ti




Gosto, quando me odeias

Sofro, quando estás perto

Sinto-me só, quando me rodeias

Cura, meu coração aberto

Minha alma sofre

Quando te vejo passar

Sei que fazer nada pode

Para tua boca beijar

Gosto com toda a minha essência

O meu sentimento é sincero

Tens toda a minha paciência

Por ti, toda a eternidade eu espero

Sei que não posso estar contigo

Sei que não posso estar sem ti

Talvez possa apenas ser teu amigo

A decisão depende apenas de ti

Algo mais eu queria

Algo mais eu esperava

Mas tal como eu temia

Pelos outros foste enganada


JOÃO PEDRO

Sem comentários: