segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

AMAR


Amar

Amar é dar tudo e nada pedir;
É contemplar com emoções o rosto querido;
É sentir as lágrimas no despedir;
É sofrer a separação do abandono.

É saber com infinita e amarga tristeza,
É compreender, com uma vida intera sonhar,
Com todo amor que se quer dedicar em grandeza,
Assim mesmo, é pouco tempo, para muito amar.

Tiremos todo proveito dos minutos que passam;
Porque esses instantes são o que contam;
Porque eles, pesarosamnte, não mais regressam;
Esses momentos são séculos aos que se encantem


JOÃO PEDRO

Sem comentários: